Jeovani Salomão lança livro sobre futuro tecnológico e o relacionamento humano

Apaixonado por literatura e empresário bem-sucedido do setor de tecnologia, Jeovani Salomão lança nacionalmente, no próximo dia 13 de maio, pela Tagore Editora, seu primeiro livro, “ O Futuro é Analógico”. A obra trata das consequências dos avanços tecnológicos, instigando-nos a refletir sobre o valor das relações humanas.  São cinquenta artigos que abordam inovação, empreendedorismo, política e economia, levando ao leitor assuntos densos de modo simples e envolvente, trazendo situações do cotidiano, inclusive no contexto histórico da pandemia da Covid-19.

 

O título provocativo traz a premissa de que é necessário colocar o indivíduo e suas relações no centro do progresso. ”Os sentimentos, o acolhimento ao próximo, o aconselhamento, o cuidar, o tratar adequadamente, o apreciar a beleza e até o julgar precisam ser cada vez mais dedicados àquilo que não é alcançado por algoritmos…  O futuro pertence à humanidade e é exatamente por isso que o futuro é analógico!”, explica o autor.

 

Atuando no setor de tecnologia há três décadas – Jeovani Salomão (uma das principais lideranças do setor de TI no País), é fundador da Memora Processos Inovadores S.A. – com atuação internacional – e já foi presidente da Federação Assespro, uma das principais entidades representativas das empresas do setor. Ele teve sua primeira conexão com a literatura no momento em que começou a ler, na década de 80, a obra de Isaac Asimov. Daí em diante não parou mais.  Tornou-se leitor voraz, seja desde ficção infanto juvenil, como no caso de Tolkien e Rowling,  até livros de alta complexidade teórica como no caso de Daniel Kahneman e L. Mlodinow.

 

Foi no início da pandemia, no primeiro semestre de 2020, que ele começou a questionar o imenso volume de opiniões sobre o mundo pós-Covid. Os arautos do futuro e palpiteiros de plantão se proliferavam. “Incentivado por um amigo, decidi que queria proporcionar reflexões de qualidade, em contraposição aos inúmeros manifestos sem profundidade que dominavam as redes sociais”.

 

Apesar de ser o autor um especialista e estudioso do assunto, “O Futuro é Analógico” é um livro de fácil leitura. Salomão buscou tratar temas complexos por meio de analogias, comparações e exemplos, estabelecendo conexão entre o digital e o humano.

 

“O leitor inicia por narrativas leves, histórias de vida, episódios divertidos, casos conhecidos e, gradativamente, por meio de analogias, comparações e exemplos, adentra em questões bem mais complexas, sobre as quais, eventualmente, ainda não tinham refletido a fundo por falta de informação ou conhecimento”, explica.

 

Inteligência Artificial, computação nas nuvens, big data, serviços digitais ao cidadão e realidade virtual são alguns dos temas abordados no livro. Mas Salomão também fala de vacinas, fake news , liberdade de expressão e novas dinâmicas sociais, como as reuniões e  encontros virtuais entre amigos e familiares.  O livro aborda o impacto da covid na aceleração da transformação digital na sociedade e as consequências nas relações humanas derivadas deste cenário.

 

A obra conta ainda com um artigo inédito escrito especialmente para o livro pelo americano Vint Cerf, conhecido como um dos “pais” da internet por ter ajudado a criar o protocolo TCP-IP que desencadeou a grande rede de computadores conectados. Cerf faz um alerta para 2021 ao tratar do fato de que “…ainda há muito a ser feito para preencher a lacuna da ‘exclusão digital’, porém uma grande quantidade de investimentos é destinada para este objetivo.”

 

Para finalizar o livro, Jeovani Salomão usa imaginação e sua veia literária para avançar cem anos na história e criar o único conto do livro. Ele usa a ficção e até poesia e haikai para construir sua visão de futuro e analisar como as novas gerações vão interpretar a nossa sociedade atual. “O Futuro é Analógico” traz ainda prefácio do Senador, Izalci Lucas, e apresentações de Dyogo Oliveira,  ex-ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e ex-presidente do BNDES, Glória Guimarães – VP da Capgemini e Marcos Paiva,  CEO da Memora Processos Inovadores SA.

 

Com 50 capítulos e 272 páginas, o livro está disponível no site  escritoresbrasileiros.com.br e nas lojas da rede de Livrarias Leitura e na Amazon.

 

O futuro pertence à humanidade e é exatamente por isso que o futuro é analógico!

O AUTOR

Jeovani Salomão é casado, pai de cinco filhos, brasiliense, formado em matemática pela UnB, fundador e presidente do Conselho de Administração da Memora Processos Inovadores SA. É presidente da Federação Brasileira de Bridge e conselheiro do Sicoob Empresarial. Sempre acreditou na representação coletiva e se dedicou, ao longo de sua história, a atividades nesse âmbito, motivo pelo qual atuou na presidência do Sinfor-DF e da Federação Assespro, quando, em 2016, trouxe para o Brasil o maior evento de Tecnologia da Informação do Mundo – WCIT –, que teve mais de 50 palestrantes, a maioria internacionais. Participou, ativamente, de grande número de Conselhos de importantes órgãos relacionados à indústria, tecnologia e inovação, como CNI, Softex e Fibra

 

https://www.tagoreeditora.com.br/o-futuro-e-analogico/

Texto e fotos em alta:

O Futuro é Analógico

O Futuro é Analógico – Livro de Jeovani Salomão

 

Jeovani Salomão

Empresário e escritor Jeovani Salomão – O Futuro é Analógico -

Informações para Imprensa:

Verbo Assessoria de Comunicação

Lula Portela 81 9.9976.6847

lula@verbo.com.br